Buscar
  • Sistema do Perito

Assistente técnico: 4 erros mais comuns de gerenciamento de tempo



O gerenciamento de tempo é um dos fatores mais importantes para o sucesso profissional, pois é necessário atender as demandas diárias dentro do prazo sem comprometer a qualidade do trabalho. Isso é ainda mais relevante para o assistente técnico, pois a má gestão do tempo impacta diretamente o desenvolvimento do trabalho, sua produtividade e tomada de decisões. Muitos assistentes técnicos cometem erros na organização do tempo que prejudicam seu trabalho. Se você quer evitá-los, confira abaixo a real importância de fazer essa gestão eficiente e, após, as 4 principais falhas mais comuns de serem cometidas por esses profissionais.

A importância de fazer o gerenciamento de tempo eficiente

Peter Drucker, pai da administração moderna, tem um pensamento que retrata bem a importância do tempo: “o tempo é o recurso mais escasso e, se ele não pode ser gerenciado, nada mais poderá ser”. Isso significa que a organização do tempo é o primeiro passo para alcançar todos os outros nossos objetivos, pois ele também dá a oportunidade de expandir projetos, aplicar em capacitação, crescer tanto na vida pessoal quanto na profissional. Na prática, a gestão de tempo eficiente traz diversos benefícios, como:

  • aumenta o nível de produtividade;

  • diminui estresse e ansiedade do profissional;

  • permite geração de resultados efetivos;

  • aumenta a confiança para a rotina de trabalho;

  • torna o alcance de metas mais rápido e consistente;

  • garante mais tempo para dedicar à vida pessoal.

Os 4 erros que comprometem o trabalho do assistente técnico

1. Falta de organização

Uma organização de qualidade é fundamental para ter sucesso na gestão do tempo e evita que o profissional se perca procurando o que deve ser feito ou os recursos a serem usados, o que diminui a produtividade. Para solucionar esse problema, é preciso planejar o que será feito em cada dia da semana, garantindo uma gestão otimizada. 2. Deixar de contar com a tecnologia

Muitas vezes o profissional deseja organizar seu tempo, mas realizar todo o controle de forma manual é difícil. Além disso, despenderá muito tempo fazendo anotações, organizando planilhas, imprimindo papéis etc. Para o assistente técnico e o perito, a forma mais inteligente de resolver problema é usando a tecnologia, pois o controle de vários processos será automatizado, incluindo atividades como:

  • controle financeiro;

  • organização dos processos;

  • agenda e tarefas;

  • tomada de decisões mais assertivas;

  • perícias judiciais;

  • controle por centro de custos.

3. Ignorar a possibilidade de imprevistos

O profissional que considera um tempo extra para imprevistos não sofrerá perdas quando eles surgirem. Alguns exemplos são problemas pessoais que ocupem tempo, atrasos no trânsito e até mesmo incidentes naturais que impedem o trabalho, como uma enchente. Por isso, é importante gerenciar o tempo de forma a considerar possíveis atrasos, erros e necessidades urgentes. 4. Desconhecer o tempo necessário para cada tarefa

Cada tarefa demanda uma quantidade de tempo. São diversas as variáveis que determinam esse período e nem sempre elas são previsíveis. Ainda assim o assistente técnico consegue fazer uma estimativa do tempo médio para completar cada tarefa. Isso é importante para realizar o planejamento diário e semanal, pois o profissional vai conseguir projetar o tempo correto do trabalho total. Entretanto, para isso é necessário implementar um sistema de gestão de perícias para maximizar a eficiência do tempo. É fundamental que o assistente técnico evite os erros listados, mas agora você já sabe como fazer um bom gerenciamento de tempo e aumentar os resultados na vida profissional. Aprimore ainda mais sua gestão lendo nosso artigo que traz 5 dicas de como organizar os processos jurídicos!

0 visualização0 comentário