Buscar
  • Sistema do Perito

Assistente técnico: entenda como funciona essa profissão



Assim como o perito, o assistente técnico pode ser indispensável no processo de produção de provas periciais. Ele é um profissional que necessita de preparação especializada, afinal, desempenha uma função bastante delicada e decisiva. Embora o mercado esteja em constante crescimento, o profissional deve se atentar para desafios e manter-se sempre atualizado. Tanto perante a lei quanto às suas ferramentas de trabalho, questões muito importantes para resultados concretos. Quer entender melhor como funciona essa profissão e como um assistente realmente atua? Então leia este artigo com atenção e tire todas as dúvidas.

Qual é a diferença entre perito e assistente técnico?

Existem algumas diferenças básicas entre perito e assistente técnico. Enquanto o primeiro é nomeado pelo juiz, o segundo pode ser indicado pelas partes envolvidas e tem sua contratação tida como opcional. As funções também são diferentes. O perito deve emitir laudo que embase a decisão do juiz. O assistente, por sua vez, emite um laudo para a parte que o contratou, de modo a ratificar, complementar ou contestar o laudo ou parecer técnico do perito. Honorários e pagamentos também se divergem. É importante ressaltar, contudo, que ambos exercem funções complementares, ainda que trabalhem com procedimentos diferentes.

Como anda o mercado para essa profissão?

O mercado para esta profissão é bastante amplo. A contratação do assistente é realizada geralmente com advogados e empresas, portanto as possibilidades são diversas, tanto para ganhar experiência quanto para alcançar um bom salário. Para construir uma boa reputação, não deixe de lado o seu marketing pessoal. Trabalhe sempre com foco em desenvolver as principais qualidades esperadas desse profissional: atenção, raciocínio lógico, capacidade de argumentação e imparcialidade. Forneça um tratamento adequado para contratante e causa. Nunca se esqueça de que você tem grande responsabilidade sobre cada análise e deve conservar um lado emocional equilibrado, já que enfrentará situações tensas, que exigem total acordo com a verdade.

Quais os principais desafios nesse ramo?

Desafios estão presentes em qualquer profissão. Contudo, os que envolvem as funções de um assistente técnico são um pouco mais específicos. Por exemplo, é fundamental trabalhar pautado na legislação, muito embora ela não seja de todo eficiente. Nesse caso, bom senso e compromisso com a lei devem andar de braços dados. Os crimes cibernéticos também são desafiadores, uma vez que a tecnologia, ao mesmo tempo em que serve para otimizar processos, também contribui para esconder provas. Por fim, existe a questão do tempo: os assistentes técnicos precisam ter um olho no relógio e outro no trabalho, a fim de cumprir prazos com excelência. Como a tecnologia está em constante evolução, nada é mais indicado do que procurar ferramentas e softwares que ajudem em toda essa organização. Um bom sistema agiliza a rotina e oferece uma gestão de etapas muito mais categórica, ideal para as exigências dessa profissão. Este artigo foi útil para que você entendesse o papel de um assistente técnico? Em caso positivo, não deixe de acompanhar outros conteúdos como este em nossas páginas do Facebook e do YouTube.

12 visualizações0 comentário